Atendimento ao Cliente da Divisão de Sensores Industriais
Rede de Atendimento - Divisão de Proteção Contra Explosão

Módulos ICE1 com redundância S2: Mestre IO-Link para sistemas de alta confiabilidade

2020-09-22

ICE1 Module with S2 Redundancy
Módulo ICE1 com redundância S2

Quando uma máquina em uma indústria química ou farmacêutica falha ou precisa de reparo, as paradas resultantes podem durar várias semanas: Os lotes devem ser descartados e a indústria deve ser completamente limpa até que as operações possam ser retomadas. Especialmente nessas aplicações críticas, a redundância do sistema é essencial para evitarmos paradas não planejadas e os custos associados. Por esse motivo, o mecanismo de comunicação dos novos mestres IO-Link dá suporte à funcionalidade de redundância S2, que permite que um controlador lógico programável (PLC) adicional assuma o controle do processo automaticamente em caso de uma falha relacionada ao controle do PLC primário.


O controle secundário entra em vigor em caso de erro

Em aplicações críticas, o sistema de sensores e a fonte de alimentação são muitas vezes projetados de forma redundante para garantir um processo ininterrupto o tempo todo. A redundância S2 foi desenvolvida para o sistema de controle, um componente que geralmente vem sem um design redundante. Essa função permite que dois controladores lógicos programáveis sejam conectados a um dispositivo PROFINET que dê suporte à redundância S2. O controlador primário é usado para comunicação cíclica, enquanto o controlador secundário é executado em segundo plano e assume a comunicação em caso de erro. Todos os parâmetros são armazenados de acordo para que as trocas possam ocorrer dentro de milissegundos e sem interromper a execução dos processos. Isso é baseado em um mecanismo de sincronização redundante entre os dois controladores.


Módulos resistentes para vários campos de aplicação

Os novos mestres IO-Link da série ICE1 com redundância S2 podem ser facilmente integrados em diferentes sistemas. Além de aumentar a confiabilidade, os usuários se beneficiam de diagnósticos abrangentes de IO-Link até o nível de campo mais baixo. Os processos e diagnósticos podem ser mapeados de forma transparente para que a manutenção possa ser planejada antecipadamente. Em comparação com os módulos de E/S convencionais, que são muito mais suscetíveis a produtos químicos, os mestres ICE1 vêm com um invólucro de zinco fundido especialmente durável. A vasta gama de temperatura também possibilita diversas aplicações para os módulos resistentes nos setores químico e farmacêutico.

conector M12 com código L aumenta consideravelmente a capacidade de condução de corrente dos módulos, permitindo um aumento de desempenho de mais de 70%. Por esse motivo, fontes de alimentação mais potentes podem ser usadas para que vários módulos possam ser conectados simultaneamente. Isso ajuda a economizar tempo e dinheiro durante a instalação.


Destaques dos mestres IO-Link com redundância S2

  • O suporte à redundância S2 aumenta a disponibilidade do sistema
  • Manutenção preditiva por meio do diagnóstico IO-Link
  • Conectores de alimentação com código L para até 2 x 16 A
  • Invólucro de zinco fundido especialmente resistente para atender a uma ampla gama de aplicações no setor químico/farmacêutico

e-news

Inscreva-se em nosso boletim informativo e receba novidades e informações interessantes sobre automação em todo o mundo.

Cadastre-se
amplify – A Revista da Pepperl+Fuchs

Explore a nossa revista! Cases de sucesso, relatórios de aplicação, entrevistas e novidades esperam por você.

Soluções de Sistema IO-Link da Pepperl+Fuchs

Uma interface aberta internacionalmente padronizada e de vários fornecedores, o IO-Link é parte integrante das soluções Sensorik4.0 da Pepperl+Fuchs. Saiba mais sobre a tecnologia de comunicação inteligente ...